fbpx

Como fazer cadastro para receber o “coronavoucher”

Vaga de Emprego postada:07/04/2020

Caixa Econômica Federal lançou nesta terça-feira, 7, o site e o aplicativo por meio dos quais informais, autônomos e Microempreendedores Individuais (MEIs) podem solicitar o auxílio emergencial de 600 reais, apelidado de ‘coronavoucher‘.

Faça seu cadastro do site oficial da CAIXA (lançado hoje): https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

Baixe o Aplicativo em seu aparelho android : Clique aqui

Baixe o Aplicativo em seu aparelho Iphone: Clique aqui

Como instalar o aplicativo Auxílio Emergencial?

O aplicativo já está disponível no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA|Auxílio Emergencial, para celulares com sistemas IOS e android. Ele é gratuito. Mesmo quem não tiver crédito no celular poderá baixar o aplicativo.

  • Ao acessar, clique em “Realize sua solicitação”
  • Confira na tela seguinte se possui os requisitos necessários
  • Se possuir, clique em “Declaro que li e tenho ciência que me enquadro em todas as condições acima.” e em “Autorizo o acesso e uso dos meus dados para validar as informações acima.”
  • Na sequência, clique em “Tenho os requisitos, quero continuar” para prosseguir com o cadastro
  • Na próxima tela, informe seus dados completos e clique em “Não sou um robô” e em “Continuar”
  • Depois de fazer o cadastro, é possível acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou aplicativo.

Em caso de dúvidas, a Caixa disponibiliza a central telefônica 111. Não será possível se cadastrar no programa pelo telefone, apenas tirar dúvidas.

Lembrando de um importante detalhe:

Devem se inscrever os trabalhadores informais que não têm cadastro do CadÚnico e os Microempreendedores Individuais. Aqueles que já recebem o Bolsa Família ou que estão inscritos no Cadastro Único não precisam se cadastrar pelo aplicativo. O pagamento será feito automaticamente. 

Quanto aos trabalhadores autônomos ainda não cadastrados, o pagamento será feito até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo.  O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos. Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas. O próprio aplicativo, ao analisar o CPF (Cadastro de Pessoa Física), verificará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica. A conta digital pode pagar boletos e fazer transferências para outros bancos.

Quando vou receber o coronavoucher?

Após cadastro, é necessário aguardar cinco dias para receber auxílio emergencial de R$ 600