fbpx

Devo colocar todas as minhas experiências no currículo?

Foto Divulgação:Devo colocar todas as minhas experiências no currículo?
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Dúvida de milhares de brasileiro que estão nessa luta de cadastrar currículos online e entregar presencialmente nas empresas e/ou recrutadoras, realmente é necessário colocar todas as experiências profissionais no currículo, quanto mais, melhor?

Quantidade não é qualidade

Existem pessoas com uma enorme experiência em diferentes áreas profissionais, ao ponto de ter mais de cinco passagens em diferentes empresas e com variadas funções, e muitas vezes o maior erro é relatar todas as empresas que já trabalhou ou todas as funções em que já atuou. Ter mais experiência não quer dizer que você irá garantir a vaga de primeira ou sair na frente dos seus concorrentes em uma seleção ou análise de currículo. Não adianta você ter cinco experiências com áreas totalmente opostas à vaga que se candidatou , de cara você será descartado, contratante, empresário, ou RH está em busca de um profissional que geralmente tenha experiências de acordo com a oportunidade de trabalho em que está sendo ofertada, e também se a pessoa estiver focada em determinada função, estudando e realizando cursos.

Quantas experiências no currículo?

Quer saber uma quantidade ideal de experiências que devem ser colocadas no currículo? Se você estiver se candidatando para uma vaga de Administração, coloque no máximo três experiências que você já teve desta área , e descreva os detalhes de cada passagem profissional, atividades que realizou, período trabalhado e se possível até mesmo o motivo de saída. Um currículo enxuto é mais atraente e fácil de ser analisado, as vezes você está colocando tantas experiências que não terá importância alguma para o recrutador, pois imediatamente irão perceber que você está sem foco ou desesperado em busca de uma oportunidade de emprego em qualquer empresa ou área profissional. .

Com ou sem experiência em processo seletivo?

Sabemos que existe esse fator de desempate e que também dependendo do objetivo da empresa, um profissional inexperiente é interessante , mais em 70% dos processos seletivos para uma vaga de emprego, o candidato que tiver experiência sai na frente. Mas quem não tem experiência não se deve ficar desmotivado, existem muitas empresas com estratégias inovadoras, em querer ensinar, e criar um profissional de acordo com a cultura da empresa, o que é mais difícil com aqueles quem tem anos no mercado de trabalho e muitas vezes não se acostumam com novos ambientes e rotinas de trabalhos.